Milagre

Foto: Felipe Assunção | Grafia: T. K. Pereira | Há tempos não chovia na cidade. Nas manchetes: temperaturas recordes, nova crise hídrica, calamidade pública. Era a maior seca da história. Sobre a causa, muitas suposições, nenhuma certeza. Não demorou a bradarem “aquecimento global”, “guerra biológica”, “fim dos tempos!” E as transformações: verde-marrom, sombras-oásis, ruas-deserto, água-petróleo….

Marcas

Foto: Felipe Assunção | Grafia: T. K. Pereira | Ê domingão… Centro parado, quieto… só que nunca tá vazio de tudo. Gente bodando pela rua é certeza. Povo meio que desarma no domingo, ainda mais de dia. Eu gosto. Desço na empolgação, já sabendo que sempre dá boa pra moleque atrevido. E tem mais atrevido…

Quando a gente

Foto e Grafia: Felipe Assunção  | Quando a gente gosta É assim mesmo A gente diz que se ama Sem duvidar Quando a gente ama É coisa pura Que lava a alma E acaba a secura Quando a gente ama A gente sente Mesmo quando mente Não dá pra disfarçar Quando a gente ama A…

Fechando os olhos

Foto: Horacius de Jesus | Grafia: Cristiano Rato  | Pensou “que tal fugir desse lugar de desgraças”. Andou até a porta da sala, e não havia porta, nem vão, olhou para os lados e não tinha janela também, se sentiu em um pesadelo de criança. Olhou para o chão e uma poça gelava seus pés…

Nossa Senhora das Graças

Foto e Grafia: Adriane Garcia  | Intrigam-me as imagens dos santos. Desde cedo, fui acostumada com elas, por causa de minha avó preta, católica. Mas nunca deixaram de me causar espanto. Primeiro espanto veio do medo, depois do respeito e, mais tarde, da profunda humanidade que encontrei nelas. Já não estava mais, como criança, carregada…

Vazio

Foto: Felipe Assunção | Grafia: T. K. Pereira | O céu era uma tela ansiosa por tintas que nunca viriam; não havia espaço para cores e traços que nada mais traduziam. Era mais um dia vazio, como todos os demais desde a tragédia. E novamente a visita ao local onde arruinaram sua vida. Foi um…

Dores

Foto: Felipe Assunção | Grafia: T. K. Pereira | A vida passa ligeira lá fora. Dentro é outra história: até pouco tempo tinha… o quê?, cinco, dezesseis, vinte e cinco anos? E tinha quantos agora? Cabeça ruim-ruim-ruim. A fome apertando. Podia tentar uns trocados na sinaleira, mas quem ligava pra velha suja e doente? Pra…