Vista da Velocidade

Foto e Grafia: Sérgio Fantini |

de dentro dela
as formas se diluem
e assumem o traçado original de quando não eram

visto dentro
da velocidade
eu também assumo outra forma
para quem me vê do lado de lá do espelho

a vida vista da velocidade
iguala a todos nós
eu e as formas que vejo
o que sou e o que poderia ser se fosse visto
dentro da velocidade

mas para isso serve a velocidade e é disso que nos servimos

dissimulamos o que somos dentro de outras formas
para que a vida passe sem nossa presença
para que nossa participação seja apenas algo diluído
junto a todas as formas que não são nós
nem nada
apenas uma bela imagem vista pelo espelho
compondo a paisagem de uma vida vazia e
veloz

.

Foto por Sérgio Fantini

Foto por Sérgio Fantini

 

Sérgio Fantini começou a agitar há 40 anos: folhetos, contos, poemas, eventos, oficinas. Seus livros mais recentes são Lambe-lambe (2016), A ponto de explodir (2ª ed., 2014), Novella (2013), Silas (2011) todos pela editora Jovens Escribas, e A Baleia Conceição (Saraiva, 2011).

Deixe sua avaliação:
- Avaliações: 4 - Média: 4.8

2 comentários Adicione o seu

  1. Laércio J. Pereira disse:

    É sempre bom ler o Sérgio Fantini, tanto nas crônicas quanto nos poemas ele é um observador. É como um fotógrafo, só que usa as palavras para nos revelar os instantes que só a lente exata dele vê.

  2. Adriane Garcia disse:

    Belo poema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*